Ciclo de Conferências “Como Fazer Negócios – CPLP” termina com o Brasil

O Brasil foi o país que esteve no centro do seminário que encerrou o ciclo Como Fazer Negócios na CPLP, que se realizou dia 10 de Julho, na Fundação AIP. Com a organização da Fundação AIP, a colaboração da CESO, o patrocínio da TAAG e do Novo Banco e o apoio das Águas Fonte Viva, Como Fazer Negócios no Brasil contou com a presença de mais de quarenta empresas portuguesas interessadas em investir no mercado brasileiro.

O Brasil é o quinto maior país do mundo em área (é noventa vezes maior que Portugal) e é também o sexto país com maior densidade populacional do Mundo, representando quase metade da população total da América do Sul. Os Estados menos povoados do Brasil são os do norte do país; em contraste, o Nordeste, o Oeste e o Sudeste Sul brasileiro congregam 53% da população brasileira: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Baía e Rio Grande do Sul são os estados mais povoados do país.

A CESO apresentou a base de dados do Banco Mundial, que situa o Brasil na categoria de 8ª economia mundial, atrás dos EUA, China, Japão, Alemanha, Reino Unido, Índia e França.

As relações do Brasil com o exterior denotam-se por estes dados:

  • 21.º exportador mundial de bens e serviços
  • Principais clientes: China, EUA, Argentina, Holanda
  • Principais produtos exportados: Soja, Minério de Ferro, Petróleo, Açúcar, Automóveis, Carne de Aves
  • 22.º importador mundial de bens e serviços
  • Principais fornecedores: China, EUA, Argentina, Alemanha, Coreia do Sul, Nigéria, Japão, Itália
  • Principais produtos importados: Produtos petrolíferos, Automóveis, Aparelhos eléctricos, Medicamentos, Trigo

As relações comerciais entre Portugal e Brasil são históricas. Contudo, após um período menos favorável, verificou-se a partir do ano passado uma margem de progressão considerável. Brasil é o 10.º destino das Exportações Portuguesas (1,71%) e o 10.º fornecedor de Portugal (1,77%). Portugal exporta essencialmente para o país irmão azeite, peças de aviões e helicópteros, peras, vinho, bacalhau, minério de cobre, gás natural, construções de ferro e aço, moldes, antenas, Cimento e material eléctrico.

Dados de 2016 demonstraram que cerca de 1450 empresas portuguesas exportaram, nesse ano, para o Brasil, aproximadamente 1600 produtos diferentes.

Portugal está na moda no Brasil – Pedro Taunay, Chefe Sector Promoção Comercial, Embaixada do Brasil em Lisboa

A título de exemplo sobre as relações entre os dois países, Pedro Taunay, Chefe Sector Promoção Comercial da Embaixada do Brasil em Lisboa, referiu a criação de um cluster aeronáutico em Portugal, fruto do investimento da Embraer em Portugal, que reforçou o capital que tem na OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal (65% é detida pela Embraer).

Quais são as vantagens de se investir no Brasil?

Primeiro que tudo, a dimensão do mercado. O Brasil é um país muito grande, com muito por explorar e muitos sectores onde se investir, com uma economia bastante diversificada. O Brasil tem igualmente uma mão-de-obra diversificada, com todo o tipo de formações. Nos últimos anos, o país apostou em grandes investimentos em infra-estruturas logísticas, energéticas e sociais/urbanas (entre 2007 e 2015, os investimentos concluídos pelo Plano de Aceleração do Crescimento somaram 1,4 mil milhões de reais). Por último, mas não menos importante, o Brasil pode servir como porta de entrada para a América Latina. A língua comum também favorece em muito o investimento português em território brasileiro.

Mas… também há desafios

O Novo Banco, tendo como representante Pedro Silva, do Departamento Comercial Internacional, apresentou nesta sessão os instrumentos de apoio ao negócio que o banco português disponibiliza para os interessados em investir nos mercados estrangeiros, neste caso específico, o Brasil.

Para mais informações sobre as ferramentas disponibilizadas pelo Novo Banco, contacte pedro.silva@novobanco.pt.

Assim como a TAAG – Linhas Aéreas de Angola, que apresentou a sua frota modernizada e as ligações que a companhia aérea realiza a partir de Angola e Portugal para o Brasil, nomeadamente para os aeroportos de São Paulo e do Rio de Janeiro. A TAAG oferece também condições especiais para todos os empresários que decidam viajar através da companhia aérea em negócios. Saiba mais em www.taag.com.pt.

O testemunho da Euroeste

Esta empresa de agro-alimentar viu na Bahia um território por explorar. A Fazenda Saudável, com uma área aproximada de 4000 hectares numa extensão de 14 km, situa-se no município da Barra junto à margem sul do rio Grande.

Quando a implementação de todas as vertentes do projecto estiver completa, o complexo agro-industrial da Fazenda Saudável deverá constituir uma referência no Estado da Bahia – produzindo milho, soja, fuba, alimentos compostos para animais, suínos e culturas hortícolas – estando prevista a criação de 250 postos de trabalho diretos.

Sobre este projecto, José Coimeiro, um dos administradores da Euroeste, defende que a língua em comum é, sem dúvida, uma grande ajuda, sobretudo porque o Brasil é um país com uma “dimensão assustadora”.

Sobre a sua experiência pessoal em terras do samba, refere os lados menos abonatórios do país: “é um país muito perfeccionista e burocrático, sem regras definidas.”

Contudo, o investimento pesado acaba por compensar se se tiver em conta o local específico no país onde se pretende investir e as suas necessidades, como aconteceu com a Euroeste.

Aqui disponibilizamos as apresentações dos intervenientes:

Com o Brasil, deu-se por concluído o ciclo de conferências sobre Como Fazer Negócios nos CPLP, sessões que foram descritas nos seguintes artigos:

Angola e Guiné-Equatorial | Cabo Verde e Guiné-Bissau | Moçambique e São Tomé e Príncipe

Antes deste ciclo de conferências, decorreu no Centro de Congressos de Lisboa, no dia 29 de Junho, o Business Fórum Namíbia, com a presença de mais de oitenta pessoas, entre empresários e entidades oficiais da Namíbia, que viajaram a Portugal para o efeito. e empresários portugueses com interesse em realizar contactos bilaterais entre os dois países.

Saiba mais sobre o Business Fórum Namíbia aqui.

2019-01-07T18:11:09+00:00