11ª Convenção Anual Nacional da Rede RSO PT – Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações

11ª Convenção Anual da Rede RSO PT

Transição Energética e Sustentabilidade: desafios e verdades (in)convenientes


Data: 28 de novembro de 2019

Horário: 10h00 às 17h00

Local: Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte – C.M. Loures


A 11ª Convenção Anual Nacional da Rede RSO PT – Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações, que terá lugar no próximo dia 28 de Novembro, ocasião em que também comemora o seu 11º aniversário, vai debatera “Transição Energética e Sustentabilidade: desafios e verdades (in)convenientes”, centrando a reflexão e o debate em dois dos mais importantes temas da sustentabilidade, as alterações climáticas e oceanos e a transição energética. Estes vão marcar indelevelmente a dinâmica das economias e das sociedades, assim como a geoeconomia e geopolítica internacionais nas próximas décadas. Aliás, a sua importância está bem refletida nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Organização (ODS) da ONU, que traduzem um compromisso de responsabilidade social à escala global.

Na verdade, as mudanças climáticas, são já bem evidentes na subida do nível do mar, na temperatura dos oceanos e na concentração de gases de efeito estufa na atmosfera que estão a atingir todos níveis recordes, assim comonas situações meteorológicas extremas. Os oceanostêm um grande impacto nas alterações climáticas, enquanto principal fonte de absorção do CO2, retendo 50 vezes mais dióxido de carbono do que a atmosfera, tendo, por isso, um papel crucial na descarbonização e combate às alterações climáticas.

De igual modo se relevao imperativo da transição energética, tanto mais que se prevê um forte incrementona procura de energia à escala global, reflexo da disparidade entre países desenvolvidos e em desenvolvimento.As previsões apontam para que em 2040, a procura mundial de eletricidade possa aumentar em quase 80%. Por isso, assegurar a energia estável, acessível e sustentável a todas as famílias e empresas, não só constitui um desafio estratégico incontornável mas também obriga a investir num novo mix energético, porventura de produção mais descentralizada de energia, e assente em novas fontes e formas de energia mais sustentáveis.

Portugal tem vindo a assumir um papel ativo nesta matéria, tanto a nível políticoe institucional como a nível empresarial e social. Exemplo disso, éa assinaturado “compromisso para a ação climáticacom base no oceano”,efetuadapor ocasião da Cimeira do Clima da ONU. O mesmo se pode dizer de outras iniciativas político-institucionais, nomeadamente o“Plano Nacional Integrado para a Energia e o Clima (PNEC 2030)” e o roteiro paraa neutralidade carbónica (RNC2030). No mesmo sentido, as empresas e outras organizações, estão progressivamente a incorporar boas práticas em matéria de desempenho ambiental e clima nas suas cadeias de valor, assumindo-as como uma dimensão ativa das suas estratégias.

Estas, são razões mais do que suficientes, para que a Rede RSO PT-Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações, dedique a 11ª Convenção Anual ao debate deste tema, dando o seu contributo para seagir de forma inteligente e com a urgência que se impõe,para trilhar um caminho de sustentabilidade.É um caminho que faz apelo ao conhecimento e à reflexão, e que tem em linha de conta o importante papel do desenvolvimento científico e tecnológico inerente à indústria 4.0, para encontrar as melhores soluções. E, para isso, importa desenvolver espaços de cooperação estratégica entre a comunidade empresarial, os centros de saber (universidades, C&T, …), os governos e as suas instituições e a comunidade.

É certo que sobre o tema que a Rede RSO PT, no âmbito da sua missão e sistema de valores, se propõe debater, existem muitas (in)verdades (in)convenientes. O propósito é também o de clarificar e contribuir para alargar a base de conhecimento fundamentado, fomentando uma cultura de sustentabilidade, cuja importância e urgência na acção a todos diz respeito.

Programa da 11ª Convenção Anual da Rede RSO PT

Inscrição gratuita mediante registo prévio na Plataforma Eventbrite, sujeito à capacidade das instalações.

https://www.eventbrite.pt/e/registo-11a-convencao-anual-da-rede-rso-pt-77644780629

11ª Convenção Anual Nacional da Rede RSO PT – Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações2019-11-20T09:47:24+00:00

Estão abertas as inscrições para o Portugal Exportador

➡ Único evento exclusivamente dedicado à exportação decorre dia 27 de Novembro no CCL

A partir de dia 15 de Outubro já é possível que os visitantes se inscrevam nas diferentes acções do Portugal Exportador, através do site oficial do evento – www.portugalexportador.pt.

Este é o único evento exclusivamente dedicado à exportação em Portugal, dirigido às PME’s que estão a iniciar o seu processo de internacionalização e procuram parceiros e oportunidades de negócio para iniciarem a exportação dos seus produtos e serviços. Como tal, estão reunidos no Portugal Exportador, algumas das principais empresas de transitários, logística, banca, consultoria, entre outros.

Durante um dia completo, o Portugal Exportador possibilita aos visitantes a participação em reuniões B2B e consultoria, cafés temáticos, contactar com web buyers e workshops. Estes últimos, debatem três mercados diferentes – Angola, Espanha, Alemanha – sectores – agro-alimentar, eCommerce, metalomecânica – e temas distintos mas de importância extrema para as PME que pretendem iniciar o seu processo de internacionalização – Passos para a Exportação, Skills para a Exportação, Acordos UE com países terceiros e Reino Unido: Brexit.

Entre os cafés temáticos, conversas mais informais de debate, os visitantes poderão, por exemplo, conhecer as oportunidades de negócio na Ucrânia, do Panamá, na África do Sul, na Polónia, entre outros, ou cafés temáticos mais específicos e dirigidos, como “Como exportar e investir com financiamento das multilaterais”, pela AICEP, “Marketplace B2B das empresas exportadoras Portuguesas para compradores internacionais”, pela BuyingPortugal.pt, ou ainda adquirir mais conhecimentos sobre a parte mais logística, através das “Ferramentas e dicas para o controlo das despesas de viagem”, pela Air Europa, mencionando apenas alguns. Um dos objectivos da aposta da Air Europa no Portugal Exportador foi mesmo essa, segundo o testemunho de Jose Minguez, Country Manager da marca em Portugal: “A Air Europa marcará presença no Portugal Exportador para dar a conhecer o nosso network a nível mundial, e para apresentar as empresas dentro do Holding Globalia, do qual faz parte a Air Europa Cargo”, referiu em entrevista à organização do evento, brevemente disponível no site.

Os visitantes podem ainda agendar reuniões B2B personalizadas de consultoria, com a duração de 15 minutos, com representantes da AICEP, da Argos, da FNWay, da Kopptek, da Mais Incentivo, do Novo Banco e ainda da Rangel.

Pelo segundo ano consecutivo, haverá a possibilidade de os visitantes agendarem reuniões B2B via Skype com web buyers de diferentes países e especialistas em sectores diferentes: por exemplo, no sector agro-alimentar, é possível agendar reunião com buyers do Paquistão, Singapura e México.

Entre os cerca de cem oradores, nacionais e internacionais, que compõem os diferentes painéis, estão Ana Alves, Head of Private Label da Sonae MC, Filipe Simões, co-founder da Frueat, Carla Pereira da DPD, Ricardo José Silva da Rangel, entre outros.

Toda a programação do Portugal Exportador está disponível em www.portugalexportador.pt.

Estão abertas as inscrições para o Portugal Exportador2019-10-16T10:58:54+00:00

Empresas portuguesas premiadas na FACIM 2019, em Moçambique

A Fundação AIP premiou e distinguiu empresas, personalidades, entidades e projectos que se destacaram pelo trabalho desenvolvido em Moçambique

Por constituírem um motor de desenvolvimento para Moçambique, pela sua competência, qualidade e visão de futuro, a Fundação AIP, com o patrocínio do BCI – Banco Comercial e de Investimentos e com o apoio institucional da aicep – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, distinguiu empresas portuguesas com actividade neste país africano, na Gala de Prémios da Cooperação Moçambique Portugal, que decorreu no passado dia 26 de Agosto, no âmbito da FACIM 2019, a maior feira multissectorial de Moçambique.

Com a presença de sua Excelência, o Ministro da Economia de Portugal, Dr. Pedro Siza Vieira, o de sua Excelência, o Ministro da Indústria e Comércio de Moçambique, Dr. Ragendra de Sousa, de sua Excelência, o Ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Dr. Celso Correia e o Dr. Pedro Braga – em representação do Presidente da Fundação AIP, foram premiadas as seguintes empresas/personalidades portuguesas:

Vencedores dos Prémios da Cooperação Moçambique Portugal:

    • Prémio Ambiente e Sustentabilidade 2019 – ECOLIFE
    • Prémio Agro-Alimentar Exportação 2019 – Sumol + Compal Moçambique
    • Prémio Indústria Metalomecânica 2019 – Martifer Amal
    • Prémio Carreira Empresarial 2019 – Dr. Adolfo Correia, Director Geral da Tropigália
    • Prémio de Apoio ao Investimento 2019 – Dr. Paulo Sousa, Presidente do BCI – Banco Comercial e de Investimentos
    • Prémio Personalidade 2019 – Dr. Daniel David, CEO do Grupo Soico

FACIM 2019 em imagens

Distinções Agro Business

Também no âmbito da FACIM 2019 foram distinguidas empresas do sector agro-alimentar, com o apoio da Tropigália, cerimónia que foi procedida de uma noite de Degustação de Produtos Portugueses.

Vencedores das distinções Agro Business:

    • Na categoria de fornecedor: Ferbar SA
    • Na categoria de hotelaria: Hotel Avenida
    • Na categoria de restauração: Restaurante Sagres
    • Na categoria de operador logístico: Transitex
    • Na categoria de retalho: Vosso Supermercado
Empresas portuguesas premiadas na FACIM 2019, em Moçambique2019-08-29T15:28:43+00:00

O Presidente da Fundação AIP, recebeu S. E. o Embaixador do México

O Presidente da Fundação AIP, Comendador Jorge Rocha de Matos, recebeu das instalações da Fundação AIP, no dia 9 de julho, S.E. o Embaixador do México, Alfredo Pérez Bravo, que termina as suas funções em Portugal.

Na circunstância o presidente da Fundação AIP enalteceu e agradeceu a estreita cooperação mantida entre a Fundação AIP e a Embaixada do México.

O Presidente da Fundação AIP, recebeu S. E. o Embaixador do México2019-07-11T16:41:07+00:00