Empresas portuguesas presentes na FIC – Feira Internacional de Cabo Verde 2019

Este é um ponto de networking para as empresas que pretendem entrar ou consolidar a sua posição no mercado africano

A Fundação AIP, à semelhança de anos anteriores, está a organizar, em parceria com a Feira Internacional de Cabo Verde e com o apoio institucional da aicep Portugal Global, a participação portuguesa na 23ª edição da FIC – Feira Internacional de Cabo Verde, que terá lugar de 13 a 16 de Novembro na cidade do Mindelo, Ilha de S. Vicente. A presença de empresas portuguesas em Cabo Verde tem sido assegurada, de forma continuada, desde 1987, ano em que foi organizada a 1ª feira de Produtos Portugueses neste país.

Este evento representa uma excelente oportunidade para as empresas portuguesas conhecerem e contactarem com empresários, associações empresariais e autoridades político-institucionais Cabo-Verdianas e explorarem assim oportunidades de negócio neste país lusófono. Motivos como a língua, os hábitos e a proximidade com Portugal, tornam Cabo Verde um mercado muito interessante para as empresas portuguesas que pretendem iniciar o seu caminho em África.

A organização da participação portuguesa na FIC enquadra-se na missão da Fundação AIP, que tem como um dos seus principais objetivos a promoção, o fomento e a cooperação entre empresas portuguesas que desenvolvam ou pretendam desenvolver uma abordagem aos mercados externos, através do desenvolvimento de uma rede de parceiros, de partilha de informação e experiências ou da realização de eventos de networking que estimulem a internacionalização.

A presença portuguesa na FIC 2019 conta com a participação de dez empresas e seis associações de acção local do interior de Portugal que, juntas, criaram a marca “Produtos e Territórios”.

São elas: Beyond Blue Service, Diógenes & Santos, Fundação AIP, GEONEXT – Produtos Eléctricos, Ibericafrio, JOTELAR – Equipamentos de Hotelaria, MARMOD – Transportes Marítimos Intermodais / AGEMAR, Mestrimagem, Natfood Portugal, NOVAVET – Produtos agro-pecuários e as seis associações da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior.

2019-11-08T17:24:31+00:00