About Inês Rosado

This author has not yet filled in any details.
So far Inês Rosado has created 32 blog entries.

Empresas portuguesas em Cabo Verde: Feira Internacional de Cabo Verde realiza-se de 13 a 16 de Novembro, no Mindelo

No sentido de facilitar o contacto de empresas portuguesas com o mercado cabo-verdiano, a Fundação AIP organiza anualmente o Pavilhão de Portugal na FIC – Feira Internacional de Cabo Verde, que este ano se realiza de 13 a 16 de Novembro no Mindelo, ilha de São Vicente. Esta feira multissectorial representa uma possibilidade única para as empresas portuguesas que queiram iniciar os seus negócios em Cabo Verde, podendo contactar com players do mercado e estabelecer novas redes de contactos, sobretudo para as empresas que não conhecem o mercado deste país africano.

Cabo Verde é um país onde o investimento estrangeiro é favorável e seguro e as relações económicas e comerciais com Portugal são de extrema importância, sendo Portugal o principal cliente e fornecedor de Cabo Verde. A sua localização geográfica privilegiada possibilita a entrada noutros mercados, nomeadamente da CEDEAO – Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que engloba quinze países da África Ocidental.

Um dos objectivos do Pavilhão de Portugal na FIC é possibilitar ao empresário português a visão do que é que Cabo Verde precisa e perceber o que acrescenta valor ao povo cabo-verdiano.

No âmbito da FIC é realizada uma iniciativa chamada Stopover: a promoção de encontros B2B nas instalações de potenciais parceiros cabo-verdianos, realizando-se, este ano, dias 11 e 12 na ilha de Santiago, cidade da Praia.

Para mais informações sobre a feira sobre o Pavilhão de Portugal na FIC, deverá registar-se online através deste formulário.

Empresas portuguesas em Cabo Verde: Feira Internacional de Cabo Verde realiza-se de 13 a 16 de Novembro, no Mindelo2019-06-03T14:02:27+00:00

Presidente da Namíbia em Portugal no âmbito de fórum de negócios co-organizado pela Fundação AIP fala num país africano “em fase de emancipação económica”

A sessão inaugural do Fórum de Negócios com a presença do Presidente da República da Namíbia (3º a contar da direita)

O Presidente da República da Namíbia esteve esta manhã, dia 8 de Abril, no Centro de Congressos de Lisboa, a participar no Fórum de Negócios “Como Fazer Negócios na Namíbia”, que juntou empresários portugueses e namibianos com vista ao estreitamento dos laços comerciais entre ambos os países.

A participação desta delegação namibiana, chefiada pelo Presidente da República, ministros e empresários, teve como principais objectivos, enumerados pela Embaixada da Namíbia: aumentar o conhecimento das oportunidades de negócios no país, aumentar o comércio bilateral entre Portugal e Namíbia e procurar parcerias de negócios.

O Presidente namibiano, Hage G. Geingob, enalteceu o estado democrático da Namíbia, um país com uma localização geográfica privilegiada e que tem feito uma aposta muito grande no desenvolvimento dos seus sectores predominantes, nomeadamente minas, agricultura, infraestruturas portuárias, etc. A Namíbia, reiterou, depois de um período de conquista de paz e prosperidade fulcral para o desenvolvimento do país, começou nos últimos anos a procurar a “emancipação económica” digna de um país “transparente e sem corrupção”.

“Como Fazer Negócios na Namíbia” contou com uma sessão inaugural presidida pelo Presidente da Namíbia, Hage G. Geingob, por Pedro Braga, Adjunto do Presidente da Fundação AIP – em representação do Presidente da Fundação AIP – por Tjekero Tweya, Ministro da Indústria e do Comércio e Conceição Lucas, do Banco Atlântico Europa, seguindo-se reuniões B2B entre empresários portugueses e a delegação composta por 11 empresas namibianas, em Portugal à procura de parcerias e novas oportunidades de concretizar negócios.

Sobre os sectores com maiores oportunidades, as tecnologias de comunicação foram particularmente abordadas. O Ministro da Indústria e do Comércio, Tjekero Tweya, confessou que os progressos a nível de Internet carecem de mais conhecimento de empresas privadas, considerando que este sector tem, na actualidade “muitas oportunidades de negócio”. “Estamos num processo de conseguir fazer chegar Internet a todas as áreas da Namíbia, não só aos centros de negócios, às escolas e aos hospitais, mas a todo o território”.

Pedro Braga, Adjunto do Presidente da Fundação AIP, reforçou a importância destes Fóruns para ajudar empresas portuguesas no seu processo de internacionalização, em particular com a Namíbia, um país que, na sua opinião, “merece toda a apreciação devido à sua história e ao progresso político, económico e social”, tornando-o num país “onde se deve investir”. O reforçar das relações bilaterais e de comércio entre ambos os países é um objectivo que a Fundação AIP está “determinada” a concretizar, concluiu.

Já Conceição Lucas, em representação do Banco Atlântico Europa, abordou a sua experiência enquanto o “único banco europeu com uma sucursal aberta na Namíbia”, corroborando a ideia de que este país é, de facto, um bom país para se investir. Sobre o “Como Fazer Negócios na Namíbia”, Conceição Lucas elogiou a organização de iniciativas do género, que “contribuem para enriquecer as relações económicas”.

Presidente da Namíbia em Portugal no âmbito de fórum de negócios co-organizado pela Fundação AIP fala num país africano “em fase de emancipação económica”2019-04-09T09:20:44+00:00

SIL a internacionalizar o sector imobiliário português em Paris – Inscrições abertas

A Fundação AIP, através da Lisboa, Feiras Congressos e Eventos, SDP – Salon du Portugal SAS e a CCIFP – Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa organizam a 8ª edição do SIPP – Salão do Imobiliário e Turismo Português em Paris.

O SIPP terá lugar nos dias 17, 18 e 19 de Maio no prestigiado Parque de Exposições da Porte de Versailles em Paris.

Esta acção é reflexo do  trabalho contínuo  e estratégico que o SIL tem desempenhado a internacionalizar o sector imobiliário português, potencializando as relações comercias e de negócios entre as empresas portuguesas,  os  investidores franceses e os luso-descendentes.

Sabendo que os empresários franceses são os que mais investem no sector imobiliário em Portugal – cerca de 29% do investimento é francês, o SIL potencia, por isso, a sua participação neste evento, de forma a captar mais investidores estrangeiros para o SIL, que se realiza na FIL  de 9 a 13 de Outubro de 2019.

Esta acção insere-se no Projecto Conjunto PORTUGAL2020 SI Internacionalização de PME nº 38083, pelo que as PME consideradas elegíveis que reúnam os requisitos exigidos serão reembolsadas aquando do encerramento do projecto, em cerca de 50% dos custo elegíveis desta iniciativa. As empresas da região de Lisboa poderão ser objecto de incentivo dos seus custos directos elegíveis a uma taxa de 40%.

As PMEs da região de Lisboa, também poderão ser objecto de incentivo em cerca de 40% dos seus custos elegíveis.

Participe e aumente o seu volume de negócios!

INSCREVA-SE AQUI

SIL a internacionalizar o sector imobiliário português em Paris – Inscrições abertas2019-02-20T11:23:58+00:00

De 14 a 19 de Maio, a Tektónica estará com empresas portuguesas na EXPOCONSTRUCCIÓN Y EXPODISEÑO em Bogotá, Colômbia

Boletim de inscrição aqui!

A Fundação AIP volta a marcar presença com a organização da Tektónica na 14ª edição da EXPOCONSTRUCCIÓN Y EXPODISEÑO, em Bogotá, na Colômbia, de 14 a 19 de Maio.

Esta é a 14ª edição desta feira que consolida e promove o desenvolvimento e crescimento do Sector da Construção (Arquitectura, Infraestruturas, Materiais de Acabamento, Energia e Climatização, Ferramentas, Maquinaria e Equipamentos, Automatismos, Segurança e Design de Interiores).

Na última edição, a EXPOCONSTRUCCIÓN Y EXPODISEÑO contou com cerca de 600 expositores directos provenientes de 23 países, 25.000 m2 de área exposicional e quase 61.000 visitantes. Tal como nas edições anteriores, o Pavilhão de Portugal ficará situado na entrada do Pavilhão 1.

➡ Porquê procurar investimento no mercado da Colômbia?

A Colômbia prepara-se para ser a segunda maior economia do continente sul americano, saltando do sexto para o terceiro lugar ao nível do PIB.

Os incentivos do Estado fizeram com que a construção se tornasse no sector mais dinâmico da economia.

A Colômbia tem 48 milhões de habitantes, sendo que 55% da população jovem tem menos de 30 anos. É um dos países da actualidade com maior taxa de crescimento e com um significativo aumento de consumo e poder de compra. A Colômbia é o 3º país mais populoso da América Latina e estima-se que, em 2020, a população colombiana se aproxima dos 51 milhões.

Nos últimos anos, tem-se verificado no país um aumento considerável na segurança pública, torna-o um país seguro no que toca ao investimento.

Espaço de networking e troca de contactos por excelência, esta feira é a oportunidade ideal para realizar contactos qualificados entre expositores, buyers e visitantes.

As empresas interessadas em participar no Pavilhão de Portugal da EXPOCONSTRUCCIÓN Y EXPODISEÑO deverão preencher o boletim de inscrição e envia-lo até dia 14 de Fevereiro para teresa.gouveia@ccl.fil.pt ou jose.cardoso@ccl.fil.pt.

Esta acção insere-se no Projecto Conjunto PT2020 nº26537, pelo que as PME consideradas elegíveis serão reembolsadas aquando do encerramento do projecto em cerca de 50% dos custos elegíveis desta iniciativa.

As PME da região de Lisboa serão alvo de cofinanciamento em cerca de 40% dos custos elegíveis.

De 14 a 19 de Maio, a Tektónica estará com empresas portuguesas na EXPOCONSTRUCCIÓN Y EXPODISEÑO em Bogotá, Colômbia2019-02-11T14:57:57+00:00

Fundação AIP: Postais de Natal são da autoria dos filhos e netos dos colaboradores

Esta é já a 2ª edição do concurso de Postais de Natal da Fundação AIP, cujo objectivo é o de incentivar a criatividade e imaginação dos filhos e netos dos colaboradores, apelando à criação de um postal de Natal original. O postal vencedor deste concurso, já escolhido, será o postal institucional do Grupo Fundação AIP, que servirá para os colaboradores enviarem as suas mensagens de Natal para os contactos profissionais e pessoais.

Juntar pais e filhos e avós e netos na criação de um postal de Natal vai de encontro à missão da Fundação AIP de ter com o colaborador uma relação dinâmica, quer a nível profissional como a nível pessoal. Daí, no último ano, se ter criado o Concurso de Postais de Natal, com os filhos dos colaboradores a darem asas à imaginação e a elaborarem postais alusivos a esta época natalícia. Este ano, a novidade é o facto de o Concurso ter sido estendido aos netos dos colaboradores.

Os vinte postais de Natal dos pequenos artistas que concorreram foram submetidos a uma eleição por parte de um júri composto por colaboradores especializados em marketing e design e, apesar de ter sido destacado um vencedor, todos foram presenteados pelo empenho e dedicação que colocaram nas suas obras.

Os três primeiros postais desta galeria foram os três primeiros classificados do concurso.*

O vencedor foi anunciado no dia 16 de Dezembro, numa pequena festa comemorativa realizada na FIL, com um lanche oferecido pela Fundação AIP, seguido de momentos de diversão na Diverlandia – FIL, a maior feira popular indoor do país, que decorre até dia 6 de Janeiro.

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]
Fundação AIP: Postais de Natal são da autoria dos filhos e netos dos colaboradores2019-01-07T18:11:05+00:00

Missões e feiras internacionais da Fundação AIP para 2019: Tektónica Moçambique, EUA e Colômbia

A Fundação AIP prossegue com as suas missões e feiras internacionais, sobretudo naqueles que são sectores em que os portugueses mais se destacam: construção e imobiliário.

Tektónica Moçambique, EUA e Colômbia, iniciativas no mercado externo organizadas pela Fundação AIP, através da Lisboa – Feiras, Congressos e Eventos, com o apoio do Portugal 2020 e da Aicep, já têm data marcada para 2019. Saiba a mais abaixo sobre cada uma delas e como pode a sua empresa participar.

Para se inscrever nestes certames envie a sua manifestação de interesse para teresa.gouveia@ccl.fil.pt ou jose.cardoso@ccl.fil.pt.


Grande Encontro de Negócios da Construção e Imobiliário USA / Portugal

O Grande Encontro de Negócios da Construção e Imobiliário USA / Portugal realiza-se de 6 a 8 de Março de 2019, em Newark, em parceria com a Media Consult.

Este encontro de negócios conta com a participação de mais de 250 grandes empresários luso-descendentes do sector da construção da costa leste dos Estados Unidos, de mayors e responsáveis de algumas cidades norte-americanas.

Esta comunidade luso-descendente que trabalha no sector é responsável por algumas das principais obras feitas desde a habitação às infraestruturas ou edifícios públicos, e adquiriu um forte reconhecimento pela qualidade do trabalho realizado.

Esta missão empresarial – O Grande Encontro de Negócios da Construção e Imobiliário USA / Portugal – será uma grande oportunidade para as empresas portuguesas do sector da construção e imobiliário, não só para mostrar e vender os seus produtos, como também para procurar parcerias com empresas de luso-descendentes, sendo essa uma forma de entrada mais segura no mercado.


Tektónica na Colômbia – Expoconstrucción y Expodiseño

De 14 a 19 de Maio, a Fundação AIP far-se-á representar novamente na Tektónica -Expoconstrucción y Expodiseño, a maior feira da construção na Colômbia, em Bogotá.

É já a 15ª edição desta feira, que tem como finalidade promover o desenvolvimento e crescimento do Sector da Construção (Arquitetura, Infraestruturas, Materiais de Acabamento, Energia e Climatização, Ferramentas, Maquinaria e Equipamentos, Automatismos e Segurança e Design de Interiores).

Este evento tem demonstrado ser uma das plataformas mais importantes para a indústria da construção na América Latina.


Uma porta de entrada para o mercado africano: FACIM / Tektónica Moçambique   

A Fundação AIP organiza, de 26 de Agosto a 1 de Setembro, com o apoio institucional da aicep e do programa Portugal 2020, o Pavilhão De Portugal e a Tektónica Moçambique, no âmbito da FACIM 2019, o maior evento comercial de dimensão internacional em Moçambique e no qual a presença de Portugal é assídua, tendo ao longo dos anos sido frequentemente reconhecida pelo seu contributo no desenvolvimento da Feira Internacional de Maputo.

A FACIM é uma feira multissectorial, com um pavilhão inteiramente dedicado às empresas portuguesas. Aí, insere-se a Tektónica Moçambique, uma oportunidade para as empresas portuguesas contactarem diretamente com os principais agentes e decisores no mercado da Construção, Imobiliário, Energia, Ambiente, Segurança e Decoração neste país africano.

O facto de a Tektónica Moçambique se realizar no âmbito da FACIM é uma mais valia para as empresas portugueses presentes, pois permite contactos de negócios com empresas de vários países.

O sector da construção é um dos principais motores do desenvolvimento da economia moçambicana, com investimentos em infraestruturas, transportes, redes de distribuição de água, exploração mineira, energia e comunicações, Imobiliário residencial e comercial, escritórios, turismo e restauração entre outros sectores.

Para se inscrever nestes certames envie a sua manifestação de interesse para teresa.gouveia@ccl.fil.pt ou jose.cardoso@ccl.fil.pt.

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]
Missões e feiras internacionais da Fundação AIP para 2019: Tektónica Moçambique, EUA e Colômbia2019-01-07T18:11:06+00:00

“A trajectória do Portugal Exportador nestas suas 13ª edições permite-nos configurar um importante “mapa para a internacionalização”

Realizou-se dia 14 de Novembro, no Pavilhão do Rio do Centro de Congressos de Lisboa, a 13ª edição do único evento exclusivamente dedicado à exportação em Portugal: Portugal Exportador, uma organização da Fundação AIP, do Novo Banco e da aicep Portugal Global.

Com mais de 70 expositores, o Portugal Exportador apostou, nesta edição, em 4 mercados – Angola, Espanha, EUA e China e em 4 clusters – agroalimentar, automóvel, construção e tecnológico, tendo conseguido reunir as PME’s e as grandes empresas dos vários sectores. Esta novidade é fruto da grande aposta na inovação promovida pela Fundação AIP.


Sobre o projecto do Portugal Exportador, o Presidente da Fundação AIP, Comendador Jorge Rocha de Matos refere que a “longevidade do Portugal Exportador e o seu crescimento anual é o reconhecimento de que esta iniciativa apresenta uma proposta de valor muito interessante para as empresas, em particular para as PME“, acrescentando que a sua trajectória “permite-nos configurar um importante “mapa para a internacionalização”“.

Juntando embaixadas, câmaras de comércio, consultoras, startups e empresas de referência, o Portugal Exportador revela-se anualmente como o espaço por excelência para as empresas “definirem uma estratégia diferenciada no que se refere ao acesso aos mercados, consoante as geografias, os segmentos e produtos, serviços, conteúdos e conceitos em causa.”

Enquanto o único evento em Portugal exclusivamente dedicado à exportação, o Portugal Exportador tem ajudado a reforçar a convicção que “para exportar é fundamental investir de forma inteligente no reforço da cadeia de valor das empresas e da economia“, apostando sempre na cooperação estratégica entre as empresas, as universidades e os outros centros de saber, assim como o governo e as suas instituições.

 

“A trajectória do Portugal Exportador nestas suas 13ª edições permite-nos configurar um importante “mapa para a internacionalização”2019-01-07T18:11:07+00:00

Está a chegar mais um Portugal Exportador! Saiba o que não pode perder nesta 13ª edição.

Marque no calendário: dia 14 de novembro, das 9h às 19h, no Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira, realiza-se a 13ª edição do Portugal Exportador, iniciativa organizada pela Fundação AIP, Novo Banco e pela aicep Portugal Global, dirigida às pequenas e médias empresas (PME) que estão a dar os primeiros passos no processo de internacionalização e que querem explorar e diversificar novos mercados de exportação.

Realiza-se no dia 14 de novembro o maior evento exclusivamente dedicado à exportação em Portugal. Serão dez horas consecutivas de negócios e empreendedorismo, com reuniões, networking, workshops, conferências, cafés temáticos e consultoria a ocorrer em simultâneo.

Pela primeira vez no Portugal Exportador será possível ver reunidos num mesmo espaço diferentes players de quatro clusters: agroalimentar, automóvel e construção, setores em que os portugueses se destacam e são exímios na produção e exportação. No agroalimentar, em fevereiro do presente ano, Portugal já tinha exportado mais 10,1% face a igual período do ano passado; na produção automóvel, 96,4% é exportação; já a produção na construção em Portugal cresceu 3,2% em abril do presente ano, mais 1,8% do que em igual período do ano passado. O quarto setor é o tecnológico, onde se insere o mercado digital, uma aposta cada vez maior por parte das empresas portuguesas: em 2017 o volume de vendas realizadas via internet cresceu 12,5% a nível nacional[i].

Nesta 13ª edição do Portugal Exportador há quatro países em destaque: Angola, China, Espanha, e Estados Unidos da América, com workshops diretamente relacionados com a economia, oportunidades e estratégias de negócio para entrar de forma segura e sustentada nesses mercados.

Estes mercados foram escolhidos tendo em conta a facilidade de acesso, à balança comercial, ao número de empresas portuguesas a exportar para esses mercados, ao potencial de oportunidades de negócio que representam e ao histórico de boas relações comerciais.

Relativamente ao ano passado, o Portugal Exportador distingue-se pela introdução de uma área premium no evento, criada com o objetivo de ir ao encontro das expectativas referidas por alguns expositores e visitantes, tais como a vinda de compradores internacionais e a obtenção de informação mais específica e detalhada por setor e mercado.

Em 2018, esta iniciativa, contou com 1500 participantes, 34 embaixadas, 16 empresas prestadoras de serviços, 8 gabinetes de consultoria, 15 câmaras de comércio bilaterais e portuguesas no exterior, 16 workshops, 32 cafés temáticos e mais de 100 oradores nacionais e internacionais. Mais informação em www.portugalexportador.pt |www.facebook.com/clubepexportador | www.linkedin.com/in/clube-portugal-exportador-187b2b105.

[i] Dados estatísticos do Instituto Nacional de Estatística (INE), da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP), Eurostat e E-commerce Foundation, respetivamente. 

Está a chegar mais um Portugal Exportador! Saiba o que não pode perder nesta 13ª edição.2019-01-07T18:11:07+00:00

Quer participar no SIB Marrocos, o maior salão do sector da construção do Norte de África?

De 21 a 25 de Novembro em Casablanca, Marrocos – Pavilhão de Portugal com o apoio do Portugal 2020

Com mais de 180.000 visitantes e 700 expositores, o SIB – Salon Internacional du Batiment que se realiza em Casablanca – Marrocos de 21 a 25 de Novembro, é a principal porta de entrada para o mercado marroquino, para o norte de África e região de África Subsariana.

Casablanca é a maior cidade de todo o Magreb e o centro de negócios por excelência da região, tendo as exportações portuguesas para Marrocos crescido 12,3%, em 2017, impulsionadas pela actividade de mais de 1300 empresas portuguesas, com destaque para o sector da construção.

Mais uma vez, o pavilhão de Portugal, organizado pela Fundação AIP com o apoio da aicep e do Portugal 2020, é um dos maiores espaços do SIB, a par de outros importantes países, como Turquia e Itália, sendo o espelho da competitividade das empresas portuguesas no mercado marroquino.

O mercado da construção no Magreb e em toda a região Subsaariana, continua em forte crescimento, quer na habitação como também no sector das obras públicas.

A organização do Pavilhão de Portugal ainda aceita inscrições de empresas portuguesas interessadas em expandir-se para o mercado africano. Para os interessados, basta contactar teresa.gouveia@ccl.fil.pt ou jose.cardoso@ccl.fil.pt.

 

Quer participar no SIB Marrocos, o maior salão do sector da construção do Norte de África?2019-01-07T18:11:07+00:00

O SIL é “um ponto de encontro de excelência para investidores, empresários, técnicos, agentes do sector, organismos públicos e visitantes com potencialidades de aquisição”

No âmbito da entrega de Prémios da 21ª Edição do SIL, que decorreu no dia 3 de Outubro na FIL, o Presidente da Fundação AIP, Jorge Rocha de Matos, enalteceu o crescimento do Salão Imobiliário de Portugal de um para dois pavilhões – o dobro da área em relação a 2017 – e as vantagens que este evento tem para o sector, não só a nível nacional mas também internacional.

 

Aqui replicamos na íntegra as declarações do Presidente da Fundação AIP:

“Senhora Secretária de Estado da Habitação, Arq. Ana Pinho, também em representação de S.E., o Ministro do Ambiente,

Senhor Vice-Presidente, do Governo Regional da Madeira, Dr. Pedro Calado (Região Convidada), 

Presidente da Câmara Municipal do Seixal – Eng. Joaquim Santos (Cidade Convidada),

Bastonário da Ordem dos Engenheiros – Eng. Carlos Mineiro Aires,

Presidente da APEMIP – Dr. Luís Lima,

Excelências, Senhoras e Senhores,

A Fundação AIP, em co-organização com a Câmara Municipal de Lisboa, organiza a 21ª Edição do SIL – Salão Imobiliário de Portugal que se afirma cada vez mais como o certame líder do sector do imobiliário em Portugal, tendo nesta edição atingindo uma dimensão e notoriedade equiparada às grandes feiras Europeias.

É um ponto de encontro de excelência para investidores, empresários, técnicos, agentes do sector, organismos públicos e visitantes com potencialidades de aquisição.

Além disso, o evento possibilita o apoio às empresas do sector, criando oportunidades de negócio no mercado nacional e promovendo a sua internacionalização, bem como o debate sobre temas prementes para o sector do imobiliário.

Este 21º Salão Imobiliário de Portugal vai ao encontro das nossas melhores expectativas, passando a ocupar dois pavilhões e registando mais de 350 empresas expositoras.

É uma vez mais um sinal claro de que estamos perante um evento de referência e em contínua ascensão, que acompanha o crescimento do sector e que tem como objetivo, num futuro breve, posicionar-se no 1º lugar do ranking ibérico.

A edição de 2018 do SIL, está marcada por um vasto conjunto de novidades, que fazem deste Salão a melhor edição dos últimos anos.

O “SIL Luxury” dando resposta ao forte crescimento do mercado imobiliário de Luxo em Portugal, o “SIL Cidades”, dando palco aos grandes projectos integrados de cidades e regiões, o primeiro “SIL – I Choose Portugal”, evento mediático para residentes estrangeiros em Portugal e ainda a 1ª edição do “Sil Investment Pro”, ponto de encontro de investidores e promotores nacionais e estrangeiros. Estes são apenas alguns dos principais desafios que em conjunto ganharemos.

Por outro lado, a aposta na internacionalização do SIL, com presenças em Xangai, Paris e Newark, permitiu a promoção da excelência do Imobiliário português e a forte captação de investimento estrangeiro.

Esta estratégia e crescimento notável que o SIL atravessa é fruto de um esforço intenso do Conselho Estratégico, aos quais deixo, desde já, a todos e em particular ao seu Presidente Luís Lima, o meu sincero agradecimento.

Permitam-me também em corolário, uma palavra de agradecimento com muito orgulho para a  equipa executiva do SIL. Foram inexcedíveis.

Como não poderia deixar de salientar, este sucesso será fundamentalmente o sucesso dos expositores presentes que, através do crescente empenho e da sua participação, fazem do SIL um evento ímpar no nosso país!

De novo a Fundação AIP agradece o envolvimento de todos, fazendo votos de excelentes negócios para todos os participantes do Salão Imobiliário de Portugal!

Muito obrigado

Jorge Rocha de Matos”

O SIL é “um ponto de encontro de excelência para investidores, empresários, técnicos, agentes do sector, organismos públicos e visitantes com potencialidades de aquisição”2019-01-07T18:11:07+00:00